• English
  • Glossário Hackathon

    Glossário Hackathon

    No ecossistema hackathônico algumas palavras são mais constantes que outras. Pensando nisso, montamos um breve glossário com os
    ~ vocábulos ~ mais utilizados neste universo que nós amamos amar.

    Bóra conferir?

    Bid Data: esse termo é utilizado para descrever um grande volume de dados — estruturados ou não — que sobrecarrega empresas diariamente. Mas, tem mais a ver com o que fazem com esses dados do que com sua quantidade. O big data pode ser analisado para gerar ideias, melhores estratégias de negócio e soluções dignas de troféus de hackathon.

    Blockchain: é o “protocolo da confiança”, é uma tecnologia de registro distribuído que utiliza a descentralização como medida de segurança. É como se cada dígito de uma senha de algo muito valioso fosse distribuído entre milhares de pessoas, fazendo com que as transações dependam de todos eles para serem realizada. Além disso, tudo que é “gravado” em uma blockchain permanece eternamente nela, sem possibilidade de ser apagado.

    Veja como os Hackathons transformaram empresas como Uber, Itaú, Impacta e Banco Original – Casos de Sucesso

    Brainstorming: o famoso “toró de ideias”, é aquela reuniãozinho básica onde todos do grupo colaboram com sugestões para o projeto. Um momento onde nenhuma ideia é descartada, cada um dá seu palpite livremente, depois tudo o que for mais pertinente é compilado e incluído no projeto.

    Code review: aqui vale mesmo o significado literal da tradução: revisão de código. O code review garante a qualidade dos códigos que o grupo submeteu para julgamento. Geralmente, a programação conta com um horário específico para a revisão de códigos, que costuma ser realizada antes do pitch e junto a um membro da equipe de organização do evento. Afinal, o cansaço da maratona pode fazer a equipe passar batido de alguns erros bobos.

    Descompressão: no dicionário convencional significa: ato ou efeito de descomprimir, de aliviar o que está sob efeito de pressão ou compressão. 

    No hackathon também! O momento de descompressão é aquela pausa para dar uma relaxada, fazer uma dancinha, esquecer o tantão de códigos e programações, interagir um pouco com o resto da galera e dar um descanso para o cérebro – o que ajuda muito a dar espaço para novas ideias! 

    Dev: essa aqui é bem básica! Dev é a abreviação de developer. Traduzindo: os bons e velhos desenvolvedores! Na maioria das vezes, as equipes são formadas por dois devs. Talvez por isso a nomenclatura seja tão mencionada durante os hackathons.

    Gamification: “Gamificar” algo é colocar elementos de jogos (dãrd) em situações que não são tão lúdicas como, por exemplo, “negócios”. Na maioria das vezes, são acrescentadas à essas situações técnicas que as transformam em competição ou que premiam participantes ao “passarem de fase”.

    GitHub: é a plataforma utilizada por desenvolvedores para hospedar o código-fonte, principal, para projetos ainda em desenvolvimento. Ela também permite que os usuários cadastrados contribuam em outros projetos (privados e/ou Open Source) de qualquer lugar do mundo! Ah! E ainda dá para dar uma divulgada no trabalho.

    Hub: é o que conecta os computadores de uma rede e permite a transmissão de informações entre eles. 

    Insight: uma palavra em inglês que resume aquele “PUTZ!” de quando uma ideia vem com tudo, sabe? Aquele estalo repentino. O famoso “Eureca!”.

    Meetup: o meetup é uma das ramificações do networking. Se relacionar com a comunidade é muito importante e se tiver conteúdo, comida e gente interessante fica facinho, né?

    Mentoria: já assistiu Karatê Kid? Então, no filme, o Sr. Myiagi pode ser considerado um mentor para Daniel San. Em um hackathon, todos os participantes são pequenos gafanhotos e é o trabalho dos mentores guiá-los pelo caminho mais sábio. Esse momento de reflexão e aprendizado é chamado de mentoria.

    MVP: abreviação de Minimum Viable Product (Produto Mínimo Viável), MVP nada mais é que uma espécie de teste. Em um hackathon, é o protótipo que você entrega do seu projeto. Mas, a prática é utilizada também por grandes empresas, para testar um novo produto/serviço antes de fazer grandes investimentos nele.

    Networking: aquela troca de cartões de visitas que pode render uma reunião, sociedade e projetos incríveis. Networking é conhecer para ser conhecido. Montar uma rede (net!) de contatos valiosos e potentes!

    Open Source: um código-fonte de um software que pode ser utilizado e/ou adaptado para diferentes fins. Na grande maioria das vezes, são ferramentas que podem ser compartilhadas online pelos seus desenvolvedores, dando acesso à qualquer pessoa, sem restrições. Um modelo colaborativo que levou o direito do autor a ser olhado por um outro prisma.

    Pitch: muito utilizada no universo dos hackathons e startups em geral, essa palavrinha curta tem um peso enorme. 

    “Pitch” é a apresentação rápida de um produto, serviço ou negócio. O pitch serve para que você venda sua ideia como a melhor e mais eficiente dentre as da competição. É o momento em que você explica qual o objetivo do seu projeto, em qual mercado ele atuará e qual problema ele irá solucionar.  

    Nos hackathons, costuma durar de três a cinco minutos. Tempo suficiente para garantir uma boa avaliação. 

    Propriedade Intectual: de forma resumida, a propriedade intelectual é a garantia de proteção que o autor tem sobre sua criação. Mas, caso você queira ir mais a fundo no assunto, nós fizemos um artigo inteirinho explicando do que se trata. Você pode conferí-lo aqui.

    Esses são apenas alguns das centenas de termos que utilizamos antes, durante e depois de um hackathon. Sentiu falta de algum? Comenta aqui embaixo!

    Photo by Adobe Stock

    We believe in the power that hackathons have to potentialize habilities, skills, and opportunities.

    Posts relacionados


    GRANDES PROJETOS DO HACKA CCR

    Após o fim de mais um hacka, estamos aqui para apresentar os melhores projetos do CCR!Mas calma lá que ...

    Conheça o top 10 do desafio Órama

    Seguindo o formato dos últimos hackas, o Mega Hack 5.0 também ocorreu de maneira 100% on-line. Mas isso não foi uma barrei...

    Confira o TOP 10 do Mercado Pago!

    E chegamos ao fim de mais um Mega Hack: a quinta edição de 2020, o último do ano. Tão grande, que não é à toa que ganhou o...

    Conheça o TOP 8 do UBER

    No Mega Hack, você tem a chance de mostrar a si mesmo que todo o seu potencial, quando bem trabalhado, pode ser convertido...

    Conheça o top 05 do desafio Velt

    Mais uma edição de sucesso do Mega Hack, e melhor de tudo, assim como nas edições anteriores, a realização se deu de forma...

    CONHEÇA O TOP 10 DO DESAFIO LINKER

    Uma maratona on-line com oito desafios. De um lado, empresas desafiantes. Do outro, times formados por uma galera empolgad...