Como usar a Gestão da Inovação e manter sua empresa na vanguarda

Como usar a Gestão da Inovação e manter sua empresa na vanguarda

Uma das principais características que todas as grandes empresas têm é a habilidade de inovação. No entanto, a inovação não é algo que se possa fazer sem um planejamento.

A gestão da inovação se trata do conjunto de processos e atividades baseadas em fundamentos que permitam tornar a inovação em uma prática contínua na empresa. Já que toda empresa deseja se diferenciar das demais, ganhando uma maior evidência no mercado, deve inovar. 

O processo deve ser definido, para que inovação seja constante dentro da empresa e seja bem sucedida. O controle desse processo e suas variáveis, como fundamentos e atividades é a gestão da inovação que vamos tratar nesta publicação.

O que é a Gestão da inovação

A gestão da inovação se trata de uma estruturação dos processos de inovação, organizando seu começo, meio e fim. Seu principal objetivo é estabelecer os meios e métodos para gerar valor, concretizando as ideias.

Ao analisarmos o mercado, podemos observar que as empresas que possuem maior visibilidade são aquelas que investem em gestão da inovação.

Empresas de tecnologia, por exemplo, tem a sua gestão da inovação com grande visibilidade, já que seus produtos tecnológicos, como smartphones, tablets e computadores, e seus serviços baseados em tecnologia, como aplicativos, portais de serviço, têm grande alcance e impacto no dia a dia do público, facilitando as suas tarefas e reduzindo os custos e esforços.

É de responsabilidade da gestão da inovação, se executar a sistematização do processo de inovação, determinando quantas etapas e quais serão as rotinas que ele terá, os recursos materiais, humanos, financeiros e tecnológicos que serão empregados nele e estabelecendo a estrutura hierárquica e de decisão que será praticada para que as gerações de resultados sejam viabilizadas.

Importância da gestão da inovação nas empresas

A falta de inovação faz com que as empresas se tornem estagnadas, o que reduz em muito a sua relevância no mercado. Para que a empresa consiga manter sua sustentabilidade e evitar essa estagnação, é mais do que necessário o investimento em gestão da inovação.

A sustentabilidade empresarial é composta por três pilares, são eles o econômico, social e ambiental. Onde, normalmente, o foco das inovações está atrelado ao pilar econômico, podendo, a partir daí, se expandir para as demais vertentes.

Os benefícios de uma boa gestão da inovação podem ser vistos nas mais diversas áreas.

Além de se atingir benefícios com produtos mais rentáveis e aumento nos lucros, podemos observar também que, a medida que a empresa demonstra que busca inovar valorizando os aspectos econômicos, sociais e ambientais, mais ela irá se destacar no cenário mercadológico e, consequentemente, terá uma maior visibilidade e prestígio entre os clientes, investidores, parceiros e com a própria sociedade como um todo.

Como usar a gestão de inovação para manter a empresa na vanguarda

Para que se tenha uma gestão da inovação que seja eficiente, é necessário criar fundamentos que irão garantir que a inovação seja contínua e que tenha alto impacto nos resultados da empresa.

Esses fundamentos são as ações e esforços que devem ser tomadas pela própria empresa. Mas antes é necessário que se entenda quais os principais pontos de desenvolvimento que a empresa precisa para que se tenha um ambiente propício  à inovação, são eles:

Aprendizagem organizacional

É de grande importância que a empresa tenha a capacidade de não cometer os mesmos erros do passado, entender o perfil dos próprios trabalhadores, perfil dos clientes e peculiaridades do mercado. Em resumo, esse fundamento se dá pela constante evolução da base de conhecimento da empresa.

Ter registrado os erros do passado pode livrar a empresa de cometer os mesmos erros no futuro. Isso está ligado a gestão da inovação, pois quando no passado já ocorreu uma determinada falha, ou algo não deu certo, é válido se identificar a razão pela qual ocorreu este erro. O que dará à empresa melhores ideias para que se possa aplicá-las de uma forma diferente.

Cultura de inovação

Outro fundamento importantíssimo para que se tenha uma gestão da inovação que permita aumentar a visibilidade da empresa, e a cultura de inovação da empresa. Essa cultura de inovação se dá pela liberdade individual que os colaboradores têm para que tomem iniciativas que possam gerar valor para a empresa.

Para que se tenha essa cultura de inovação, é necessário que se tome ações concretas. É importante que se incentive e reconheça as pessoas que têm iniciativa e geram resultados além do esperado. Essa é uma das principais formas de disseminar e desenvolver uma cultura de inovação dentro da empresa.

Essa liberdade individual deve ser comunicada para que as iniciativas empreendedoras surjam dentro da empresa. Os líderes da empresa devem incentivar e promover um clima organizacional que estimule e engaje os colaboradores.

Algumas ferramentas que podem provocar esse engajamento são as reuniões dos colaboradores com seus gestores diretos, palestras e eventos.

Estratégias focadas na inovação

A inovação é uma ideia que quando implementada gera valor para a empresa, e ele pode tanto trazer maiores lucros para a empresa ou um aumento no engajamento dos colaboradores do negócio.

Ao atentarmos a esse crescimento no valor do negócio, é fácil de concluir que investir no incentivo da inovação e mantê-la constante, se trata de uma decisão estratégica que terá grandes impactos para a empresa. 

Líderes comprometidos com a inovação

A principal função da liderança é mostrar o caminho e fazer junto, tomar a responsabilidade, ter iniciativa, assumir riscos, etc.

Portanto, ter um líder que não está ativamente integrado a cultura de inovação irá fazer com que os colaboradores não desenvolvam essa cultura. Sendo assim, não haverá o desenvolvimento da inovação dentro da empresa.

Os líderes desenvolvem pessoas, e ao desenvolver os colaboradores eles deverão logo estar prontos a exercer todo o seu potencial profissional, sugerindo melhorias para a empresa e gerando valor para o negócio.

Os colaboradores não irão se sentir confortáveis em sugerir novas ideias para a inovação, se os líderes da empresa os coloca para baixo, sem que ouçam suas sugestões de melhorias.

Marketing voltado a inovação

Um marketing bem usado é um dos fatores que mais facilitam o trabalho da gestão da inovação, já que se não houver uma comunicação para engajamento e ideias novas, a inovação fica sem sua matéria prima.

Por isso, o marketing interno (endomarketing), é essencial para que se tenha um bom incentivo a geração de novas ideias dos colaboradores. É importante que haja implantação de ações que incentivem os membros a desenvolver e compartilhar novas ideias com a empresa.

Processos que promovam a inovação

Um processo bem definido é o segredo para estar gerando inovação constantemente.

Conseguir controlar o máximo de variáveis possíveis é o ponto principal para que a gestão da inovação seja eficaz. Um das ferramentas que se pode utilizar para auxiliar nesse controle, são os softwares de gestão da inovação.

Colaboradores voltados à inovação

Como já podemos perceber, as pessoas são as geradoras das inovações, por isso, os gestores devem colocar boa parte de seus esforços nos seus colaboradores. Criar um ambiente que permita a inovação e valorize a iniciativa das pessoas é um dos métodos possíveis de esforços da empresa.

Palestras e eventos são utilizados para estimular o pensamento diferente nas pessoas já estabelecidas na empresa. E a partir da inovação dentro do setor de pessoas, é possível selecionar melhor os perfis mais aptos a tomarem iniciativas inovadoras.

Relacionamentos externos

Os relacionamentos externos permitem absorver outras perspectivas que podem vir a possibilitar o surgimento de novas ideias que não teria se ficar dentro da própria bolha.

Uma boa gestão da inovação promove eventos em que é possível se fazer esse intercâmbio de experiências. E um gestor da inovação deve ser aberto a novos pensamentos e deve saber que a geração de melhores ideias podem vir não só dele, mas de colaboradores, clientes, fornecedores e parceiros.

Investimento em inovação

A inovação deve ser vista como um investimento para a empresa, a partir do momento em que se tem a possibilidade de se obter um retorno financeiro pelo investimento feito. Através dessa mentalidade que se é possível ter o suporte necessário que a inovação precisa.

Conclusão

Temos então que uma gestão da inovação feita com qualidade e se atentando aos fundamentos irá gerar grandes resultados para a empresa. Esse crescimento se dá tanto no retorno financeiro quanto na opinião que se tem sobre a empresa, o que irá fazer com que a empresa se mantenha sempre na vanguarda do mercado.

Posts relacionados


PT

Conheça o top 8 do desafio InovAtiva

Encerrando o ano, o Mega Hack 5.0 foi além de quaisquer expectativas. Só quem participou dessa ou das edições anteriores c...

PT

Conheça o top 9 do desafio CPFL

O último Mega Hack do ano contou com oito desafiantes. Entre eles, a CPFL reuniu nove equipes com ótimas ideias que batalh...

PT

Confira o Top 8 do Mega Hack 5.0!

Ufa! 11 meses se passaram, e conseguimos concluir cinco edições do Mega Hack! Durante o ano, só nos Mega Hacks, unimos mai...

PT

Employer Branding: como criar uma estratégia fo...

O employer branding age diretamente na imagem que a empresa passa para a sociedade influenciando diretamente em suas venda...

PT

Finalistas Mega Hack 5.0

Estamos chegando ao final da quinta e última edição de 2020 do Mega Hack. Mas calma, que agora vocês ainda irão conferir q...

PT

Como usar a Gestão da Inovação e manter sua emp...

Uma das principais características que todas as grandes empresas têm é a habilidade de inovação. No entanto, a inovação nã...