COVID-19: reféns da tecnologia durante a pandemia?

COVID-19: reféns da tecnologia durante a pandemia?

Diversas empresas, escolas e instituições precisaram se adaptar neste cenário diferente que 2020 proporcionou. Qualquer um que quisesse se fazer sobreviver em meio a um cenário incerto que a pandemia trouxe, precisou se render à tecnologia. Seria essa uma nova tendência social?

COVID-19: a pandemia do novo coronavírus

A pandemia do novo coronavírus, a COVID-19, impactou e ainda vem impactando diretamente a economia de todo o mundo e, com isso, gerando grandes mudanças sociais, especialmente no hábito de empresas e donos de comércio. Há um bom tempo, o ambiente digital é uma ótima escolha para se aproximar do público e divulgar o seu produto e/ou serviço, mas com o cenário atual, se tornou uma escolha essencial para a sobrevivência no mercado.

A situação teve início em 26 de fevereiro de 2020, após a confirmação de um caso no Estado de São Paulo. A transmissão comunitária foi confirmada para todo o território nacional em pouco tempo. A pandemia afetou o país economicamente falando, que vinha se recuperando de uma crise econômica de 2014.

Se adaptando aos novos tempos

O que podemos observar até o momento foram as diferentes formas que cada um encontrou de se estabelecer no ambiente digital e dar continuidade no trabalho. Na área da educação, os professores já se adaptaram com as vídeochamadas para dar continuidade no ensino à distância.

Já em algumas empresas, foi preciso buscar formas de integração das equipes para manter a produtividade do trabalho durante este período remoto; para vendas, as operações via e-commerce se intensificaram – esta atividade que, segundo pesquisa feita pela ABCOMM (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) aumentou 100% em relação ao mesmo período comparado de 2019.

Culturalmente falando, o ambiente musical e de entretenimento ficaram conhecidos pelas produções das “lives”, transmissões realizadas dos shows e espetáculos para socializar entre amigos e familiares, cada um de sua casa, conforme as orientações dadas pelo Ministério da Saúde a todos durante o período de isolamento social.

Tivemos uma divisão, também, em relação a ajuda às empresas para se manterem durante esse período, assim como para os colaboradores. Assim, em uma onda de compartilhamento de conhecimento, tivemos uma agenda de webinars gratuitos buscando minimizar impactos econômicos gerados pela pandemia, fortalecer o setor e instruir os responsáveis durante ao cenário atual.

Na educação, além das aulas on-line fornecidas pelas escolas e faculdades, muitas instituições forneceram seus cursos que, antes eram presenciais, de forma 100% digital para os alunos. Algumas, inclusive, disponibilizaram por um período cursos on-line totalmente gratuitos.

O maior hackathon on-line do Brasil

E, no meio a esse compartilhamento de informações, experiências e conhecimentos, não ficamos de fora. A Shawee que ama conectar pessoas, empresas e comunidades, por sua vez, usou da paixão pelos hackathons para transformar o evento em uma edição on-line através de sua plataforma, para que as maratonas de programação ficassem mais acessíveis para todo mundo, sem perder o acompanhamento de todas as etapas do processo.

O evento ajuda a desenvolver novos conhecimentos e a criar novas conexões. Com o maior hackathon on-line do Brasil, a Shawee consegue reunir diversas marcas do Brasil e também do exterior para uma atividade ainda mais desafiante.

Estamos em nossa segunda edição 100% on-line, que está acontecendo ao longo da semana. A divulgação do campeão desta edição acontecerá no dia 14 de junho, às 18h. Ao todo, já é a terceira edição de hackathons em 2020.

Além do Mega Hack, maior evento mobilizado pela Shawee, aconteceram ao longo deste primeiro semestre outros hackathons on-line especializados em um desafio, tais como o HACK’A’PREV, o hackathon voltado a previdência privada, e também o hackathon BMG, proporcionando o desafio de poupar, economizar e investir.

Para o segundo semestre de 2020, contaremos também com o hack da TECBAN, totalmente voltado para desenvolvimento de soluções conectadas na Plataforma de Open Banking da TecBan, onde serão 56 horas de ideação, programação e networking. As inscrições para este evento estão abertas até dia 15 de julho.

Shawee indica: cursos para fazer durante a quarentena

E falando em educação on-line, separamos 6 link para cursos voltados para a área de TI on-line e totalmente gratuitos para fazer durante a quarentena e que podem te ajudar a se atualizar ou se aprofundar no assunto, acompanhando as tendências do mercado.

1. Google Ateliê Digital
2. Brasil + Digital
3. Digital Innovation One
4. Fundação Bradesco
5. TIMTec
6. Sympla

 O ano ainda nos reserva outros projetos e novidades. Continue nos acompanhando, nos vemos em breve!

Posts relacionados


MEGA HACK 3.0: CONHEÇA O TOP 3 DO DESAFIO MERCA...

Entre todos os hackathons realizados no País, o Mega Hack é, sem dúvidas, o maior entre todos eles. Não é à toa que ganhou...

MEGA HACK 3.0: CONHEÇA O TOP 3 DO DESAFIO SEBRA...

Mais do que ter a oportunidade de aprender, conhecer novas pessoas e testar novas ideias, no Mega Hack, você possui a chan...

COMMUNITY DAY: DIVERSIDADE EM HACKATHONS. POR Q...

Tão importante quanto discutir a respeito dos conteúdos abordados nos hackathons, é discutir a respeito da diversidade de ...

MEGA HACK 3.0: CONHEÇA O TOP 3 DO DESAFIO AMBEV

Para aqueles que não sabem, o Mega Hack é conhecido como o Everest dos hackathons.E se alcançar o ponto mais alto da verda...

MEGA HACK 3.0: CONHEÇA O TOP 3 DO DESAFIO ÁRVOR...

Mega Hack: como o próprio nome já diz, esse não é apenas um hackathon, mas uma maratona de programação que vai além de qua...

SAIBA QUEM SÃO OS SETE FINALISTAS DA 3ª EDIÇÃO ...

Para muita gente, o sete costuma ser um número da sorte. Se ele é para você, nós não sabemos, mas para os sete times que c...